Tradução: ‘Apri tutte le porte’, de Gianni Morandi

Quando Gianni Morandi foi anunciado como concorrente no Festival de Sanremo deste ano, imaginei que viria música boa. Em seguida, soube-se que o autor da música seria Jovanotti. O resultado não poderia ser outro: ‘Apri tutte le porte’ superou as expectativas. É sucesso!

Com relação ao festival, Gianni ficou com a terceira colocação, o que foi recebido com festa. Ao longo da participação, a música foi transformando-se em febre nas redes sociais.

Abra todas as portas, joga todas as cartas, faz entrar o sol. É hora de reagirmos. A energia dessa canção é fascinante. Otimismo, confiança em si e no futuro. Levantou Sanremo, estourou nas rádios e passou a fazer parte da vida dos italianos como se fosse uma música conhecida há décadas.

Em resumo: Gianni Morandi, que marcou tantas gerações, volta a fazer história com essa música. E merecido.

Letra e tradução de ‘Apri tutte le porte’

A forza di credere che il male passerà
Sto passando io
E lui resta
Mi devo trascinare presto fuori di qua
Dai miei pensieri pigri nella testa

Por eu acreditar que o mal vai passar
Estou passando eu
E ele fica
Devo me arrastar logo para fora daqui
Dos meus pensamentos preguiçosos na cabeça

Fare qualcosa
Oppormi all’inerzia e alla sua forza
Che rammollisce il corpo mio da dentro
Mantenendo rigida la scorza
Ogni giorno mi sveglio e provo
A dire ‘questo è un giorno nuovo’
Se funziona o no non lo so forse sì
Vai così vai così vai così vai così

Fazer alguma coisa
Me opor à inércia e à sua força
Que amolece o meu corpo por dentro
Mantendo a casca dura
A cada dia, levanto e tento
Dizer que esse é um novo dia
Se funciona ou não, não sei, talvez sim
Isso aí, isso aí, isso aí, isso aí

Stai andando forte
Apri tutte le porte
Gioca tutte le carte
Fai entrare il sole
Stai andando forte
Apri tutte le porte
Brucia tutte le scorte
Fai entrare il sole

Estás indo bem
Abra todas as portas
Joga todas as cartas
Deixa entrar o sol
Estás indo bem
Abra todas as portas
Queime todos as reservas
Deixa entrar o sol

L’abitudine è una brutta bestia
Un parassita che lentamente infesta
Tutto quanto fino a prendere il potere
E non riesci più a reagire
Ogni giorno mi sveglio e provo
A dire questo è un giorno nuovo
Lo esplorerò
Partendo da ora e da qui
Vai così vai così vai così vai così

O hábito é um bicho feio
Um parasita que infesta devagar
Tudo isso até tomar o poder
E você não consegue mais reagir
A cada dia, levanto e tento
Dizer que esse é um novo dia
Vou explorá-lo a partir de agora e daqui
Isso aí, isso aí, isso aí, isso ai

Stai andando forte
Apri tutte le porte
Gioca tutte le carte
Fai entrare il sole
Stai andando forte
Apri tutte le porte
Brucia tutte le scorte
Fai entrare il sole

Estás indo bem
Abra todas as portas
Joga todas as cartas
Deixa entrar o sol
Estás indo bem
Abra todas as portas
Queime todos as reservas
Deixa entrar o sol

E quando il sole non c’è
Lo cerco dentro di me
Se tu mi guardi una volta
Mi basta per ore
E quando il sole va via
Se tu mi fai una magia
Sento tornare l’amore
Amore amore

E quando não faz sol
Eu o procuro dentro de mim
Se tu me olhas uma vez
Isso me basta por horas
E quando o sol vai embora
Se tu me faz uma mágica
Sinto voltar o amor
Amor amor

Stai andando forte
Apri tutte le porte
Gioca tutte le carte
Fai entrare il sole
Stai andando forte
Apri tutte le porte
Brucia tutte le scorte
Fai entrare il sole

Estás indo bem
Abra todas as portas
Joga todas as cartas
Deixa entrar o sol
Estás indo bem
Abra todas as portas
Queime todos as reservas
Deixa entrar o sol

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts relacionados